segunda-feira, 21 de novembro de 2011



http://www.opovo.com.br/app/opovo/fortaleza/2011/10/24/noticiafortalezajornal,2321412/natal-sem-fome-recolhe-livros-e-brinquedos-para-a-criancada.shtml












Natal sem Fome recolhe livros e brinquedos para a criançada
Fonte: O POVO Online/OPOVO/Fortaleza

(0) Envie seu comentário

Lançada ontem no Passeio Público, no Centro, a Campanha Natal sem Fome dos Sonhos chega à 19ª edição esperando superar meta do ano passado, de 47 mil livros e brinquedos arrecadados

Para celebrar o lançamento da Campanha Natal sem Fome dos Sonhos 2011, centenas de crianças se reuniram ontem no Passeio Público. A ação de recolhimento de brinquedos e livros para doação surgiu em 1993, no Rio de Janeiro, e é organizada no Ceará pelo Instituto Nordeste Cidadania (Inec).



A campanha foi aberta com o abraço simbólico ao centenário baobá do Passeio Público. De rostos pintados, as crianças atendidas por associações comunitárias e Organizações Não Governamentais (ONGs) aproveitaram uma manhã de diversão com contação de histórias e batucada. A contadora Nádia Aguiar animou e reuniu várias crianças no evento.

ENTREVISTA AO CADERNO INFANTIL DIARIO DO NORDESTE NO DRAGÃO DO MAR




________________________________________
















Diário do Nordeste
Histórias encantadas
Publicado em 20 de novembro de 2011


A contadora Nádia Aguiar utiliza a música e técnicas de teatro em suas narrações


Mesmo com toda a tecnologia da atualidade, pais e filhos não abrem mão do antigo ritual da contação de histórias. Por meio dos livros e seus relatos, eles ampliam o gosto pela leitura

Há centenas de anos, quando sequer imaginávamos o Ipad (nesta época não existiam nem livros!), os acontecimentos eram repassados por meio da fala. Os mais velhos contavam diferentes causos - da família, do lugar onde moravam, lendas etc. - para os mais novos. Ao longo do tempo, mesmo com a chegada da tecnologia, fomos repassando histórias.

Hoje, mesmo com aparecimento de aparelhos eletrônicos, inclusive em 3D, a contação faz parte do cotidiano de muitas crianças - seja na escola, na hora do lazer ou da diversão. Como é o caso de André Caminha, 3 anos, e Hajiv Castelo, 8 anos.


Já Hajiv adora as histórias de animais, em especial os dinossauros. Mas não deixa de aproveitar as aventuras de outros personagens. Ele costuma frequentar contações em vários espaços de Fortaleza e dá a dica: "É bem legal a contação que tem música!". Desde pequeno, o garoto é acostumado a escutar as histórias que sua mãe conta para ele na hora de dormir. Agora, além de escutar, adora ler. "Hoje ele escolhe seus livros", conta a mamãe Lorna Castelo.

O prazer da contação

Mas o que é tão bom em uma contação de história? Quem já ficou ligado naquela historinha que seus pais ou seus avós contavam em casa, levanta a mão! De aventura, amor, humor, suspense ou terror, o tema vai de acordo com o gosto de cada um. Mas a vontade de conhecer um novo personagem e sua trajetória depende do talento do "contador" - como são chamadas as pessoas que narram as histórias. E, para isso, não há muito segredo, como contam os especialistas no assunto - contadores (profissionais ou não).

Nádia Aguiar é professora de Português do Município de Caucaia. Lá, ela utilizou, com seus alunos, a contação de história para incentivar a leitura. "Todo dia, no final da aula, eu contava uma historinha e deixava o final para o outro dia. E assim eles foram se interessando". O sucesso foi tão grande que, todos os dias, a professora tinha que trazer outras histórias! Hoje, além da escola, ela é uma contadora profissional. E, como tal, se apresenta em teatros, livrarias e escolas, levando personagens e seus causos para a criançada.

"Além da contação, eu tenho o teatro como aliado, e isso prende a atenção da criança. Os alunos gostam de animação, novidade, então eu levo música, histórias que todo mundo pode interagir, para eles não cochilarem. Eu sempre levo temas para que crianças e adultos participem juntos", conta Nádia.



Mais uma boa dica: "Ler tem que ser fonte de prazer e não obrigação ou instrumento de barganha. Se o pai disser que só lerá se ele se comportar ou deixar de contar historinhas depois que o filho aprender a ler, a criança poderá ter uma impressão negativa e perder o interesse".

Emanuelle Lobo e Kelly Garcia

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1070852

sábado, 12 de novembro de 2011

CONSTRUINDO HISTORIAS COM TEATRO DE FANTOCHES












VÍDEO COM TAMIRES E GISELE:
http://www.youtube.com/watch?v=xS1v-0zgtLM

VIDEO JESSICA CONTANDO HISTÓRIA:
http://www.youtube.com/watch?v=lpvhT_yNYGk

VÍDEO CONSTRUINDO BNB:
http://www.youtube.com/watch?v=UbpYz4E2RmE




MÊ DE OUTUBRO E DEZEMBRO COM TEATRO DE FANTOCHES NO CENTRO CULTURAL DO BNB EM FORTALEZA...TODOS ESTÃO CONVIDADOS!!!
PEGAR OS FANTOCHES E CRIAR FINAIS DIFERENTES PODE PARECER MT DIVERTIDOS!

GRUPO DE TEATRO EM CAUCAIA






APRESENTAÇÃO DO GAT EM ARACAJU COM A PEÇA TCC NA UNIVERSIDADE DE SERGIPE, NA ABERTURA SOBRE CONTROLE DOS RECURSOS E SOBRE MONOGRAFIA
http://www.youtube.com/watch?v=2uh5MJUUU48&feature=mfu_in_order&list=UL




CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NO PATRONATO EM COMEMORAÇÃO DA SEMANA DA CRIANÇA






APRESENTAÇÃO DOS ALUNOS DO LIVRINHO SOBRE PALAVRAS MÁGICAS, NA CASA DA CRIANÇA- CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COM NÁDIA AGUIAR


CONFIRA O VÍDEO:
http://www.youtube.com/watch?v=wkSsF6AXInE

terça-feira, 4 de outubro de 2011

PEÇA DROGAS










O grupo AMOR AO PRÓXIMO fez uma paresentação sobre drogas no Parque Albano no Colégo Dom Almeida Lustosa, no dia 24/09/11. A peça só tinha mulheres mostrando também que não somente homens estão no grupo de risco.

CONTAÇÃO NO DRAGÃO DO MAR






Durante todos os sábados de outubro, às 18h,a passarela será recheada de brincadeiras e histórias fantásticas com a contadora Nádia Aguiar, falando sobre o respeito que devemos ter com os idosos e valorização da família.
NÃO PERCAM!!!

CONTAÇÃO NA ESCOLA MUNICIPAL CASA DA CRIANÇA CAUCAIA







Em comemoração da Semana da Criança a contadora Nádia Aguiar fez um momento lúdico na casa da Criança em Caucaia, com muita brincadeira, música e histórias.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NO BNB







No mês de setembro/2011, houve contação de histórias no Centro Cultural BNB com Nádia Aguiar, com o tema NINGUÉM FICA SÓ COM HISTÓRIAS DE VOVÔS E VOVÓS. Teve a participação de contadores adolescentes do grupo AMOR AO PRÓXIMO do Centro Espírita CESAK:
Jéssica, Tamires e Gisele

quarta-feira, 21 de setembro de 2011







“DE LADO COM A KIKA” ENTREVISTA A ATRIZ NÁDIA AGUIAR

Para quem perdeu a estréia do programa "DE LADO COM A KIKA"...sim aquela funcionária pública,ou melhor, uma merendeira de escola pública, a kika do espetáculo “as vizinhas” interpretado por Carri Costa terá a oportunidade de revê-la. Kika? Negada vocês não sabiam que ela virou uma apresentadora de programa?


Um programa e belo!Para quem conferiu na semana passada não faltou muita risada e improviso de Carri Costa e Solange Teixeira, porém para quem não assistiu, não poderá deixar de conferir a convidada desta semana: a atriz Nádia Aguiar.


Venha assistir de lado com a kika um programa que é tipo de “frente com Gabi”, com um pouco de “João Inácio Junior” misturado com “Jô Soares”.


Então fica aqui combinado, amanhã tem muito teatro, música boa e riso farto no Teatro da Praia.


Teremos também as 19hs curta esquete com os esquetes Perséfeone - O Vizinho do 203 - Sakura Matsuli e as 20hs música ao vivo com Paulo Barroso e Tiago Morais.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

GRUPO ACEP DE TEATRO(DIREÇÃO: NÁDIA AGUIAR) NO JORNAL O POVO

Aprender de forma lúdica

Na última matéria da série sobre educação fiscal e financeira, O POVO traz experiências de sucesso: um grupo de teatro que se apresenta para públicos de várias idades e o site Turma da Bolsa com vídeos e jogos
14.09.2011| 01:30
Você sabe o que é imposto? Sabe para que serve a nota fiscal ou como controlar os recursos públicos? Se você tem apenas 10 anos ou já passou dos 20, a forma mais divertida de aprender é através de recursos lúdicos como o teatro, a música ou jogos educativos.
Assim é a proposta do Grupo Acep de Teatro e Música (GAT). Para ensinar lições de educação fiscal e controle de recursos públicos a crianças de todas as idades, adolescentes e adultos, o grupo traz propostas ousadas. Com bom humor, trata de forma simples os assuntos. Uma vaquinha que vende seu leite e pede nota fiscal ou um quebra-cabeça formado em pleno palco são algumas das estratégias.
Formado por nove atores e duas cantoras, o grupo já viajou pelo país apresentando as esquetes. Só este ano já foram 24 apresentações e, contando os encontros já agendados, os convites devem passar de 31. Além de Fortaleza e outras cidades cearenses, o grupo passou este ano por capitais como João Pessoa (PB), Belo Horizonte (MG), além de Brasília (DF). A equipe agora se prepara para nos próximos dois anos ir aos Estados Unidos.
O grupo de teatro já existia em uma escola de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. No entanto, a ideia de utilizar a técnica para a educação fiscal surgiu quando o professor Marcus Vinícius Veras Machado era secretário de Planejamento e Finanças do município, no ano de 2007. Ele pretendia “difundir a educação fiscal nas escolas”.
Depois de terminado o mandato da prefeita da época, o desejo continuou e foi viabilizado a partir de um projeto enviado ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em 2009. Machado é professor do curso de ciências contábeis da Universidade Federal do Ceará (UFC), coordenador do GAT e associado à Associação Cearense de Estudos e Pesquisas (Acep).
As apresentações teatrais e musicais passaram a incorporar palestras proferidas pelo professor Machado. As peças são “Educação fiscal”, “Controle dos recursos públicos”, “Orçamento participativo” e “TCC” (Trabalho de Conclusão de Curso). No começo do próximo ano, será lançada a esquete “Educação financeira”.
A linguagem utilizada em palestras para crianças precisa ser mais simples, mas elas também querem aprender sobre educação fiscal. “As crianças querem entender porque os pais têm que pagar imposto e para onde vai esse dinheiro”, explicou. Segundo ele, alguns alunos entendem conceitos sobre corrupção.
Poupando com diversão
Muitas crianças sabem que o dinheiro serve para comprar o biscoito preferido ou o brinquedo desejado. Mas grande parte delas não entende de onde vem o recurso e nem como poupar para poder fazer compras o mês inteiro.
O site Turma da Bolsa é uma forma divertida de aprender sobre consumo consciente e como construir uma vida financeira tranquila no futuro. São cerca de 1.700 acessos por mês no endereço (www.turmadabolsa.com.br). A iniciativa faz parte do programa educativo da BM&FBovespa.
Em peças de teatro protagonizadas no site, o Porco e o Magro vão falar sobre os assuntos de forma divertida e criativa. O Porco é um professor sábio e coerente financeiramente, enquanto o Magro é um aluno interessado, mas com um impulso consumista.
Nas histórias, o professor ensina às crianças a importância do trabalho e de aproveitar bem o que se tem.
No site, as crianças também têm acesso a jogos, quadrinhos e conteúdos extras que discutem educação financeira. Os pais têm um espaço exclusivo. A turma foi criada em abril do ano passado com o objetivo de desenvolver a habilidade de educação financeira nas crianças.
A linguagem precisa ser lúdica para atrair as crianças de sete a 10 anos, como explica o professor de Educação Financeira da BM&FBovespa, José Alberto Netto Filho. “É muito importante que as crianças entendam que o dinheiro não vem do pai, mas sim do trabalho”, destacou.
Educar começa em casa
O professor José Alberto Netto Filho ensina também que a educação financeira deve começar em casa para depois partir para a escola. Segundo ele, somente aos 11 anos a criança tem uma noção espacial do que é mesada e de sua utilização. Antes desse período, no entanto, ele ensina que é preciso dar a oportunidade de ela ter ter acesso ao dinheiro e utilizá-lo da forma que preferir.
Ele lembra que a partir de cinco anos, o pai pode dar uma semanada, que pode corresponder a um real por cada ano de vida. “Essa criança sabe que dinheiro existe e que é usado para comprar algo”. No entanto, nesse processo, o ideal é que os pais expliquem porque o filho está recebendo o recurso.
Os jovens podem ainda participar das compras da família, dando sugestões para a lista de compras do supermercado, por exemplo. Falar sobre os impostos pode ser um ensinamento deixado para os jovens e adultos, segundo o professor.
ENTENDA A NOTÍCIA
Falar de educação fiscal e financeira para crianças nem sempre é uma tarefa fácil, mas pode ser muito divertido se forem utilizados aspectos lúdicos como teatro, música, vídeos e jogos didáticos e de aprendizado.
Resumo da série
Durante sete dias, O POVO desenvolveu uma série de reportagens sobre educação fiscal e financeira para crianças e adolescentes. Com especialistas, educadores, pais, filhos e professores, foi construído um conteúdo para mostrar o que está sendo feito para educar financeiramente e fiscalmente o contribuinte do futuro. Foi apresentado os avanços, as deficiências, os incentivos e os entraves para formar cidadãos desde a infância.
Saiba mais sobre o GAT em
http://web.acep.org.br/grupo-acep-de-teatro-e-musica-gat
Acompanhe o Turma da Bolsa em
http://www.turmadabolsa.com.br/
Teresa Fernandes
teresafernandes@opovo.com.br
http://www.youtube.com/watch?v=BQGpElJhcPw&feature=channel_video_title
http://www.youtube.com/watch?v=RTlVEZx6cfM&feature=relmfu http://www.youtube.com/watch?v=RSiSo_o2c4U&feature=relmfu
http://www.youtube.com/watch?v=7o041WJYPQ0&feature=relmfu

sábado, 10 de setembro de 2011











SEGUNDO DIA DE OFICINA DE CONSTRUINDO HISTÓRIAS NA CULTUROTECA DE CAUCAIA, COM ORIGAMI E COLAGEM, MUITÁ MÚSICA E CONTAÇÃO DE HISTÓRIA- 10/09/11

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

ENCONTRO DE GERAÇÕES COM HISTÓRIAS FANTÁSTICAS




NA ESCOLA RAIMUNDO DE OLIVEIRA TEVE O ENCONTRO DE GERAÇÕES COM ALUNOS E IDOSOS CONTANDO HISTÓRIAS. A PROFESSORA NÁDIA AGUIAR FOI CONVIDADA POR LETÍCIA COORDENADORA DO PROJETO QUE TEM APOIO DA ENDESA E LA FABRICA PARA PRESTIGIAR O EVENTO COM UMA ALEGRE CONTAÇÃO. QUEM NÃO PODIA FICAR DE FORA FOI A ESCRITORA ZÉLIA ALMEIDA QUE FALOU MUITAS DAS SUAS POESIAS.

http://www.youtube.com/watch?v=2uh5MJUUU48

GRUPO ACEP DE TEATRO - APRESENTAÇÕES PELO BRASIL




GAT APRESENTA-SE COM PROF. MARCUS E PROFa. NÁDIA AGUIAR EM BELO HORIZONTE E CONTAGEM-MG. O Grupo Acep de Teatro e Música – GAT apresentou-se nos dias 29 e 30 de Agosto de 2011 acompanhando o Professor Marcus Machado em viagem a Belo Horizonte – MG.
No dia 29 de agosto o GAT apresentou-se na Escola Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais para cerca de 200 alunos do ensino fundamental. No mesmo dia apresentou-se na Escola Rede Sesi Minas para 220 estudantes do 6º e 7º ano. Neste dia o GAT acompanhou o professor em sua fala sobre Educação Fiscal e Controle dos Recursos Públicos. A ação faz parte das atividades da CGU-MG na disseminação para crianças e adolescentes das atividades de Controle Social.
Na UFMG O grupo participou do ciclo de palestras que ocorreu na Faculdade de Ciências Econômicas – FACE para os alunos de Ciências Contábeis. O professor Marcus palestrou sobre Trabalho de Conclusão de Curso: Destruindo Mitos para alunos da graduação e mestrado. A palestra fala sobre os problemas do Curso de Contábeis da UFC encontrados na elaboração e apresentação de artigos e monografias. Ao final o GAT apresentou esquete humorística sobre a temática.
No dia seguinte, o GAT apresentou-se na abertura do II Seminário Mineiro de Tutores da Educação Fiscal, realizado no auditório da CGU-MG, onde o público presente contava com participação de servidores/técnicos da CGU e Receita Federal. O evento contou com a participação do Dr. Luiz Alberto Sanabio Freesz – Chefe da CGU em Minas Gerais e do Coordenador Nacional do Programa de Educação Fiscal da ESAF – Dr. Eugênio Gonçalves.
O Grupo finalizou as atividades em Minas apresentando-se na Escola Espanhol Santa Maria em BH. A apresentação do Prof. Marcus foi para um grupo de 180 alunos entre 9 e 13 anos.
A próxima apresentação do Grupo será na cidade de Mossoró-RN.


http://www.youtube.com/watch?v=BQGpElJhcPw&feature=channel_video_title
http://www.youtube.com/watch?v=RTlVEZx6cfM&feature=relmfu http://www.youtube.com/watch?v=RSiSo_o2c4U&feature=relmfu
http://www.youtube.com/watch?v=7o041WJYPQ0&feature=relmfu

CONTAÇÃO COM O GRUPO AMOR AO PRÓXIMO NO BNB



KÉLVIA, KELLY E MIGUEL CONTARAM A HISTÓRIA ÁGUIA E A CORUJA NO CENTRO CULTURAL BNB NO DOMINGO DIA 04/09/11, E FIZERAM TODOS BOLAR DE RIR. PARABÉNS!

OFICINA DE CONTAÇÃO NA CULTUROTECA














I OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COM A PROFESSORA NÁDIA AGUIAR NA CULTUROTECA DE CAUCAIA, 03/09/11. PARTICIPARAM DO EVENTO PESSOAS INTERESSADAS NO PRAZER PELA LEITURA E NO TRABALHO COM CRIANÇAS. NO DIA 10/09/11 SERÁ O SEGUNDO DIA DE MUITO APRENDIZADO.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

TEATRO EM CHOROZINHO













O GRUPO ACEP APRESENTOU A PEÇA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NO MUNICIPIO DE CHOROZINHO, QUE FALA SOBRE PLANEJAMENTO ANUAL E LEIS ORÇAMENTÁRIAS. NA PEÇA TEM CARIMBÓ, HIP HOP E MUITO BOM HUMOR.

GRUPO AMOR AO PROXIMO


NO SÁBADO DIA 20/08/11 O GRUPO AMOR AO PRÓXIMO TIVERAM UMA AULA DIFERENTE E FORAM PRESTIGIAR À PEÇA INFANTIL "PORTO AMOR" NA MOSTRA TRANSCENDENTAL NO TEATRO JOSÉ DE ALENCAR.


GRUPO ACEP EM BRASÍLIA










O GRUPO DE TEATRO ARRASOU MAIS UMA VEZ EM BRASILIA COM AS PEÇAS CONTROLE E EDUCAÇÃO FISCAL, DESSA VEZ NO ENCONTRO NACIONAL DE CONTROLADORES INTERNOS,NO CENTRO DE CONVENÇÕES ULYSSES GUIMARÃES, E CLARO MUITOS CONVITES SURGIRAM, ENTÃO, VOLTAREMOS EM BREVE.
PARABÉNS!!!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

PEÇA MEI- GRAN MARQUISE HOTEL


A convite da SEFIN FORTALEZA o Grupo Acep de Teatro, fez uma apresentação no dia 04/08/11 às 15h no Gran Marquise Hotel, com a peça MEI- Micro Empreendedor Individual. Texto e Direção: de Nádia Aguiar

http://www.youtube.com/watch?v=NuYEFQEdW30

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

SÃO JOÃO CESAK- PARQUE ALBANO(CAUCAIA)



O Grupo Amor ao Próximo realizou o Grande São João do Centro Espírita(CESAK) no Parque Albano, com uma peça matuta. Teve direção de Alisson Gadelha e supervisão de Nádia Aguiar.







Confira o vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=gB65YY1Y3Uw

quarta-feira, 25 de maio de 2011









O GRUPO ACEP DE TEATRO FEZ 03 APRESENTAÇÕES EM BRASÍLIA, NOS DIAS 19, 20 e 21 DE MAIO: ESAF(ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA) E CENTRO DE CONVENÇÕES ULISSES GUIMARÃES, COM AS PEÇAS: EDUCAÇÃO FISCAL, CONTROLE DOS RECURSOS PÚBLICOS E EMPREENDEDOR INDIVIDUAL. TÉCNICOS DO INSS, CGU E SEBRAE ELOGIARAM O GRUPO AGENDANDO UM RETORNO PARA OS PRÓXIMOS MESES A CAPITAL. ESTÁ MARCADA PARA O DIA 17 DE JUNHO APRESENTAÇÕES EM JOÃO PESSOA.


LINK PEÇA CONTROLE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA:http://www.youtube.com/watch?v=b7FRriiWvUg


PARABÉNS TURMA!!!VOCÊS MERECEM ESSE RECONHECIMENTO....







video

sexta-feira, 15 de abril de 2011

GRUPO DE TEATRO EM CAUCAIA

O grupo Acep de teatro está com viagem marcada para Brasília, Manaus e Santa Catarina, com as peças Controle dos Recursos Públicos e Empreeendedor Individual(MEI) que tem a direção da Profa. Nádia Aguiar, com o apoio da Acep e Secretaria de Finanças de Fortaleza.
video

domingo, 27 de março de 2011

Lançamento do Projeto "Ciranda de Livros" do Colégio Lourenço Filho, no dia 21/03, uma contação com várias histórias sobre fantasminha, animais na floresta e menina bonita do laço de fita, em que as crianças interagem com muita diversão.














sábado, 19 de março de 2011

CONTAÇÃO ESCOLA DE ARTES E OFÍCIOS

A escola de artes nesta serça-feira 18, comemora o Dia do Circo com uma contação de história, apresentada por Nadia Aguiar, onde o palhaço reina completamente com cambalhotas e brincadeiras infantis, em uma viagem ao mundo do circo, uma verdadeira imersão no universo do teatro com histórias fantásticas.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

TEATRO PROMOVE CIDADANIA


Teatro promove a cidadania

Os jovens participantes do grupo "Acep de teatro" procuram trabalhar, em suas peças, temas sociais e ambientais
FOTOS: DIVULGAÇÃO
A coordenadora, Nádia Aguiar (de preto), é quem escreve e dirige as peças

Crianças e adolescentes de Caucaia ganharam oportunidade de ter um futuro melhor com o teatro

Fortaleza. Teatro como meio de promoção da cidadania e inclusão social de crianças e adolescentes, tirando-os da ociosidade, objetivando um futuro melhor para os jovens. Esta é a meta do trabalho desenvolvido pela atriz Nádia Domingos Aguiar. Graduada em Letras e Turismo, com pós-graduação em Gestão Escolar, Nádia decidiu trabalhar com jovens do Município de Caucaia, que vivem em área de vulnerabilidade.

Ela é professora em Caucaia desde 2003 e atriz há 15 anos. Nádia contou que o grupo "Acep de Teatro", do qual é coordenadora há 7 anos, começou a partir do projeto "Eu sou cidadão - Amigos da Leitura", em 2005. A partir da sua vivência nos palcos, ela entendeu que essa era uma chance de trabalhar o potencial das crianças e adolescentes daquele Município.

"Esse trabalho é uma maneira de propor um meio para a inserção da criança e do adolescente na arte e na cultura, bem como assessorar sua adequada implantação, visando contribuir nos aspectos da inclusão social e cidadania, por meio da leitura, do teatro e da música, possibilitando aos participantes um maior desenvolvimento na sociedade", informou ela.

Participantes

Participam do projeto estudantes de escolas públicas de Caucaia, a partir de 10 anos. O critério que ela utiliza é que os pequenos gostem de ler e sintam prazer em fazer teatro. Atualmente, 30 jovens participam do projeto. "Eles sentem prazer em participar do grupo, porque moram em área de vulnerabilidade e não têm opções de lazer e cultura gratuitos. Frequentam o teatro Dragão do Mar e BNB e praticam artes cênicas em suas escolas também", afirma a coordenadora.

Mensagens

A ideia é que, por meio da encenação teatral, os atores consigam transmitir aos espectadores mensagens de cunho social, por isso, os temas das peças trabalhadas tentam fazer uma reflexão sobre meio ambiente, trabalho infantil, violência contra mulher, educação fiscal, controle dos recursos públicos, empreendedor individual e outros.

Todas as peças contam com direção e texto da autoria de Nádia. "Além disso, fazemos contações de histórias em escolas públicas, valorizando o prazer pela leitura", acrescentou. O público alvo são alunos de escolas públicas e, também, universitários, quando são encenadas peças que educam sobre impostos.

Em sete anos de projeto, os resultados conquistados, de acordo com Nádia, já são muitos, especialmente, no que diz respeito à conquista pessoal dos jovens que fazem parte do grupo de teatro.

Eles conseguiram estágios na Secretaria da Fazenda (Sefaz), na Associação Cearense de Estudos e Pesquisas (Acep), trabalharam como monitores de educação infantil, no Programa Mais Educação e Secretaria do Trabalho da cidade de Caucaia.

Contribuição

"É muito importante a gente saber que o nosso trabalho tem contribuído para futuros promissores. Por exemplo, uma das alunas do grupo, a Adriana Magalhães, conseguiu passar no vestibular e, atualmente, ela cursa o segundo semestre de Letras, na Universidade Federal do Ceará (UFC)".

Outra oportunidade que os alunos do teatro estão tendo é conhecer outros Estados, já que eles se apresentaram em vários locais fora do Ceará.

Apresentações

"Os ensaios são feitos em Caucaia, mas o grupo já se apresentou na UFC, Lourenço Filho, Unice, FIC, Faculdade Cearense, Assembleia Legislativa do Ceará, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), escolas, centro culturais. Pelo interior, já passamos pelas cidades de Itapajé, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Cascavel. Fora do nosso Estado, estivemos na Universidade Fluminense de Niterói, no Rio de Janeiro; Secretaria da Fazenda, em Belém (PA).

E, no dia 18 de março, o grupo vai estar na Controladoria Geral da União (CGU), em Brasília", informou Nádia. O serviço voluntário também é um dos trabalhos desenvolvidos pelo grupo. Conforme a coordenador, os atores realizam voluntariado no Centro Espírita Amor ao Próximo (Cesak), localizado no Parque Albano Caucaia, há quatro anos. É uma forma de retribuir o aprendizado.

Como parceiros, Nádia Aguiar conta com o Banco do Nordeste e Associação Cearense de Estudos e Pesquisas (Acep) e, também, com palestras realizadas pelo professor de Ciências Contábeis da UFC, Marcus Vinícius Veras.

Integrantes

30 jovens participam, atualmente, do grupo de teatro, que tem como diretora a atriz Nádia Aguiar. São estudantes de escolas públicas de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.